domingo, 26 de fevereiro de 2012

DESAFIO: Servir um delicioso jantar árabe, digno das Mil e uma Noites!

Um jantar das Mil e uma Noites
Outro dia, comprei um pacote de pão sírio para fazer beirutes em casa e a embalagem continha algumas sugestões de preparo: pizzas de mussarela e manjericão, sanduíches frios, beirutes... Mas a última sugestão me divertiu muito. Não me lembro exatamente das palavras, pois joguei a embalagem fora, mas era algo mais ou menos assim: "Prepare ou compre pastinhas como Babaganuj, Homus, Coalhada Seca, corte o pão em pedaços pequenos, decore a casa com véus e tecidos, acenda velas e deixe o Vento do Oriente soprar sobre você..." Certamente esta foi a sugestão de preparo mais inspiradora que eu já li!! E divertida também!! Só faltou sugerir que a dona de casa fizesse um curso intensivo de Dança do Ventre (antes da data de vencimento do tal pão...rs), comprasse uma linda roupa de odalisca e ligasse o ventilador durante o jantar (para uma simulação do Vento do Oriente... kkkkkkkk).

E foi assim que começou este desafio! Decidi preparar um Menu Árabe para a família! Mas calma... A parte da Dança do Ventre, da Odalisca, dos véus e do Vento do Oriente não fizeram parte do Desafio... Quem sabe uma próxima vez, quando estiver sozinha com o Alê!! ;)

O primeiro passo foi recuperar um antigo livro de receitas sobre a Culinária Árabe. Eram tantas receitas que tive dificuldade em montar o cardápio... Recentemente eu havia feito Esfihas de Carne e optei pelo Quibe, como prato principal... A versão assada me pareceu mais saudável que a versão frita e com menos cara de "petisco". E o desafio foi seguir exatamente a receita, inclusive comprando a carne sem moer e os famosos snoubar (ou pinoles), mais caros que os olhos da cara...rs. Para acompanhar, as tradicionais pastinhas árabes, Babaganuj (berinjela), Homus (grão de bico) e Coalhada. Pensei na versão "seca" da coalhada, mas só conseguiria terminá-la no dia seguinte (6 a 8 horas para fazer a Coalhada fresca, mais 6 horas para "secá-la")... Como o jantar seria naquela mesma noite, optei então pela Coalhada Fresca com pepinos e hortelã, bem refrescante e suave.

Como acompanhamento, escolhi o Tabule, por ser bem tradicional... Depois me arrependi um pouco, porque tanto o Tabule quanto o Quibe Assado levam trigo... Talvez uma Salada Fatuche (que leva tomates, pepinos, cebola e hortelã) fosse mais indicada...

A sobremesa também deveria ser "típica". Como eu já tinha uma massa phyllo congelada no freezer, escolhi o Bacleua, pequenos losangos de massa folhada com recheio de nozes. O charme da sobremesa ficou por conta da calda de açúcar com aroma de flor de laranjeira. Deu trabalho para fazer, pois não acertei a calda na primeira tentativa (ficou "dura" demais), mas valeu a pena.

O desafio do Menu à moda árabe me fez adquirir 3 novos ingredientes para minha cozinha: a pimenta síria, indispensável nas receitas de carne, o tahine, uma pasta de gergelim, que dá o sabor característico ao homus e ao banaganuj e é utilizado em algumas sobremesas e, por último, a água de flor de laranjeira, aromatizante que deve ser usado com parcimônia e dá um toque absolutamente exótico aos doces. Para saber mais detalhes das receitas e o passo a passo do preparo de cada uma delas, é só clicar no título ou na figura!


Jantar das Mil e uma Noites







Foi um jantar divertido e muito saboroso! Toda vez que criamos um "tema" para uma refeição, é como transformar o dia a dia em uma festa, mesmo que só a família esteja presente!! E Bón Appetit!!

Um jantar das Mil e uma Noites

8 comentários:

  1. Fantástico! Adorei todas as comidinhas e a quebrada de rotina em família!

    ResponderExcluir
  2. Kath! Você também é minha inspiração! Seus jantares temáticos para o Jean são o máximo! Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Adorei essa mesa, quanta iguaria.
    Kiss, Susy

    ResponderExcluir
  4. Susy, obrigada pela visita ao blog! bjs Bia

    ResponderExcluir
  5. jantarzinho meio BASICO, nada diferenciado, nada elegante...inove

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rogério! A proposta era exatamente fazer as receitas mais conhecidas aqui no Brasil! E a "elegância" está presente na confraternização da família em torno da mesa! Um abraço!

      Excluir
  6. Me pergunto pra que um comentário desagradável como esse né? O jantar estava lindo e aparentemente delicioso, vou tentar fazer tb! bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo incentivo, Priscilla! Também fiquei super satisfeita com o resultado! Mas não dá prá agradar todo mundo o tempo todo, não é mesmo?? rs

      Excluir